Encontro reúne empreendimentos das cadeias produtivas da apicultura e meliponicultura - CAR

Encontro reúne empreendimentos das cadeias produtivas da apicultura e meliponicultura

22/09/2017

A Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa

pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), realizou nesta quinta-feira (21) e sexta-feira (22) o Encontro com representantes dos Empreendimentos das Cadeias Produtivas da Apicultura e da Meliponicultura, no município de Feira de Santana, Território de Identidade Portal do Sertão.O evento, que contou com a participação do diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, foi realizado, em parceria com a União Nacional das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária na Bahia (Unicafes),no âmbito do Bahia Produtiva.De acordo com Dias, a oficina tem o objetivo de dar seguimento às estratégias do Governo do Estado de organizar, cada vez mais, as cadeias produtivas, no sentido de aperfeiçoar os empreendimentos que já receberam investimentos na base de produção e nas agroindústrias, casas de mel ou entrepostos: “Agora vamos investir na comercialização, na busca do mercado, e esse evento tem a finalidade de agrupar essas organizações para que, em rede, elas possam comercializar mais e melhor a sua produção, fazendo a integração com as empresas compradoras, o que vai ser objeto de um edital do Bahia Produtiva que será lançado no futuro”.

Para Janhanderson Bongestab, presidente da Associação dos Apicultores do Extremo Sul, a Bahia se define como a grande fomentadora dessa cadeia produtiva: “Se o Estado quisesse parar hoje de investir nesse segmento, já poderia ter a honra de falar que foi o grande idealizador do projeto estratégico da Apicultura na Bahia, com resultados demonstrados todos os dias nos entrepostos, unidades de beneficiamento, cooperativas e associações que reúnem em torno de 40 mil apicultores. Quem deve receber os parabéns é o Governo do Estado com sua boa administração, por meio da CAR e da Superintendência de Agricultura Familiar (Suaf), que vem desenvolvendo esse trabalho há tantos anos”.

Durante o evento, foi eleita a nova diretoria da Federação Baiana de Apicultura e Meliponicultura (Febamel) e foi apresentada a situação atual das Unidades de Beneficiamento, e o Grupo de Trabalho Mercado e Comercialização pela coordenação dos Grupos Gestores dos Territórios de Identidade Sisal, Extremo Sul, Sertão do São Francisco e Velho Chico, e a ação de assistência técnica e extensão rural (ATER).

Para o representante da Cooperativa de Apicultores de Tucano (Cooapit) e presidente eleito da Febamel, Franciélio Macedo, o apoio que a apicultura e meliponicultura vem recebendo do Governo do Estado possibilitou os avanços na estruturação da base produtiva: “Eu acredito que o Edital de Alianças Produtivas fará a ligação dos produtos com os mercados, como um complemento para os empreendimentos que já vêm sendo beneficiados, sendo esse elo de ligação entre as organizações e as empresas e, consequentemente com os consumidores finais”. Macedo ressalta que o intuito dele, como presidente da Febamel, é colaborar para fortalecer a federação e continuar caminhando nesse trajeto de organização social dessa atividade com as cooperativas e associações.

Consolidação
Entre os temas debatidos no encontro estavam ainda a adequação dos empreendimentos às novas regras para o Selo de Inspeção Federal (SIF), o Cadastro das Agroindústrias Familiares (CAAF) e a estratégia para recuperar/requalificar estes empreendimentos, além do funcionamento da rede de especialistas temáticos para as cadeias produtivas da Apicultura e Meliponicultura.

A presidente da Unicafes Bahia, Iara Andrade, falou da relevância de eventos como esse para a organização e consolidação das cooperativas baianas: “Está sendo muito importante a parceria nesses seminários para discutir estratégias para a comercialização da produção com as alianças produtivas, articulando com quem vai comprar, o que irá facilitar a vida dos agricultores familiares não só dessa cadeia produtiva, mas de toda a agricultura familiar”.
Rosival Leite, da coordenação da Federação dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), observou que nas visitas aos municípios baianos vem percebendo que as associações e cooperativas, com o apoio de instituições públicas como a CAR, têm contribuindo para criar as condições necessárias para a população enfrentar momentos difíceis como o da estiagem e para a melhoria da qualidade de vida das famílias que vivem no campo: “Que a gente possa ter essa cadeia produtiva cada vez mais crescente e inclusiva”.

O evento contou com a participação do coordenador, em exercício, do projeto Bahia Produtiva, Gilberto Andrade, e de equipes técnicas e representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), da CAR/SDR, da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf/SDR), Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater/SDR), e da Febamel, além das cooperativas e associações dos Territórios de Identidade da Bahia.

Enviar notícia para amigo

PROJETOS

  • 120x90
  • logo120x90-01
  • agua para todos

MULTIMÍDIA

  • VÍDEOS
  • ÁUDIOS
  • FOTOS
  • MATERIA MARCIONILIO SOUZA 060416 JS 0329 [Download]

  •