Pular para o conteúdo principal

Mudas de palma garantem segurança alimentar do rebanho em comunidades rurais da Bahia

Mudas de palma garantem segurança alimentar do rebanho em comunidades rurais da Bahia

O cultivo da palma forrageira no Semiárido baiano vem garantido a segurança alimentar do rebanho de agricultores e agricultoras familiares. Por meio do Projeto de Segurança Alimentar do Rebanho da Agricultura Familiar, do Governo do Estado, são distribuídas mudas de palmas, resistentes à praga cochonilha do carmim, destinadas à implantação de reserva estratégica de alimentos para o rebanho de caprino, ovino ou bovino de leite.

Só no período de 27 de janeiro de 2021 a 01 de fevereiro de 2021, foram entregues 100 mil mudas de palma forrageira doce ou miúda, beneficiando 100 famílias agricultoras dos municípios de Jacobina, Andorinha e Santanópolis, territórios Piemonte da Diamantina, Piemonte Norte do Itapicuru e Portal do Sertão. Ainda em fevereiro, estão sendo beneficiadas famílias dos municípios de Bonito, Morro do Chapéu e Serra Dourada.

O objetivo é proporcionar a agricultores e agricultoras familiares, povos e comunidades tradicionais a reserva estratégica para a alimentação do rebanho bovino, caprino e ovino, principalmente em períodos de longa estiagem. Os beneficiários das entregas recebem ainda capacitação sobre o cultivo intensivo de palma forrageira.

Alexandra Santos, da comunidade rural Fazenda Pimentel, no município de Andorinha, que recebeu as mudas de palma, destaca a importância dessa entrega para as famílias da comunidade: “A palma tem uma grande importância para nós produtores da agricultura familiar, para a alimentação dos animais, especialmente nos períodos de estiagem”.

Em 2020, mesmo com as restrições causadas pela pandemia, foram distribuídos 3,5 milhões de mudas, com investimento R$1,6 milhão. A ação é executada pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Superintendência da Agricultura Familiar (Suaf), com o apoio da Superintendência Baiana de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater) e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), em parceria com prefeituras municipais, associações e cooperativas ligadas à agricultura familiar.

As mudas distribuídas são provenientes da Estação Experimental da SDR, localizada em Utinga, a partir de convênio SDR/Suaf e a Cooperativa Agropecuária da Chapada Diamantina (Coapechad), responsável pela produção.

Jaqueline Alves, agricultora familiar da comunidade de Várzea, município de Jacobina, beneficiada pelo projeto de Segurança Alimentar do Rebanho, afirma que receber as mudas é uma grande alegria para a comunidade: “Vai contribuir muito para a gente, principalmente porque temos umas criações de caprinos e ovinos”.

Para acessar essa política pública, os interessados devem buscar o Sistema de Solicitação de Mudas e Sementes – SSMS, no endereço eletrônico: www.portalsdr.ba.gov.br/ssms/, por meio das prefeituras e organizações representativas da agricultura familiar.