Pular para o conteúdo principal

Assinatura de convênio e avaliação de ações da agricultura familiar impulsionam o Semiárido Nordeste II

A agricultura familiar do Território de Identidade Semiárido Nordeste II, em especial a cadeia da apicultura, ganhou reforço com a celebração de convênio do Bahia Produtiva, anunciado nesta quarta-feira (16), durante o seminário Parceria Mais Forte – Governo do Estado, Prefeituras e Sociedade Civil Juntos pela Agricultura Familiar. Evento realizado na Câmara de Vereadores do Município de Ribeira do Pombal.

O aporte conveniado, no valor de cerca de R$919 mil, beneficiará de mais de 300 apicultores que integram a Cooperativa dos Apicultores do Sertão (Coapis). “É uma vitória. Esse convênio significa a melhoria de renda para os apicultores e para as famílias. Vamos ampliar o entreposto, adquirir máquinas novas e fazer com que nossos produtos sejam comercializados não só na região, mas em todo o estado e quem sabe até em nível internacional”, celebra José de Matos, presidente da cooperativa.

Josias Gomes, secretário da SDR, salientou que o seminário, além de servir para a celebração de convênios, é um encontro importante para fortalecer as articulações e estratégias que vêm consolidando a agricultura familiar como vetor de desenvolvimento econômico para os municípios e para o Estado: “Dos sete seminários territoriais que promovemos, com certeza, posso assegurar que esse foi um dos mais promissores para os agricultores e municípios. Aqui no território, no período de 2015 a 2019, temos um investimento de mais de R$70 milhões. Com a parceria do Consórcio Intermunicipal do Semiárido Nordeste II vamos continuar fomentando o grande trabalho que vem sendo realizado neste território”. 

Jailma Dantas, presidente do consórcio, observou que a integração é um trabalho realizado em conjunto, e é fundamental para dinamizar as políticas públicas em prol do desenvolvimento rural: “Eu acredito no potencial e na colaboração de cada município. É hora de darmos as mãos, pois juntos somos muitos mais fortes, separados nós não vamos conseguir”.

O chefe de gabinete da SDR, Jeandro Ribeiro, a gestora da Superintendência Baiana da Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Célia Watanabe, colaboradores do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (Setaf) Semiárido Nordeste II, vereadores, parlamentares, agricultores familiares, representantes de sindicatos, cooperativas e prefeitos participaram do evento.

Com o objetivo de melhorar o escoamento da produção rural, no final do seminário foram entregues as chaves de dois veículos para associações do território: “O recebimento desse veículo muda muita coisa, porque às vezes a gente tem um apiário em um local que não entra carro que não seja traçado e aí você acaba perdendo a florada daquela região e acaba sendo prejudicado com isso e agora não, tudo tem a se desenvolver”, afirmou José de Almeida – presidente da Associação dos Produtores Apicultores.

Visita técnica 
Durante a agenda em Ribeira do Pombal, a equipe técnica da SDR visitou as instalações da Cooperativa da Cajucultura Familiar do Nordeste da Bahia (Cooperacaju) e da Cooperativa dos Apicultores de Ribeira do Pombal (Cooarp), empreendimentos que recebem apoio do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à SDR.