Pular para o conteúdo principal

Jornada realizada em Serrinha avalia implantação de cisternas na Bahia

Para avaliar os avanços e desafios na vida das famílias beneficiadas e formar uma rede de multiplicadores, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), está promovendo a Jornada de Avaliação das Cisternas Implantadas. A ação é realizada pelo Água para Todos, programa executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), que entregou, nos últimos quatro anos, mais de 62 mil cisternas de polietileno, com investimento de R$324,4 milhões, beneficiando 213.207 famílias.

Nesta quarta-feira (06), a jornada foi realizada no Armazém da Agricultura Familiar da Arco Sertão, no município de Serrinha, Território de Identidade Sisal, com a presença de cerca de 70 pessoas, entre beneficiários de cisternas, lideranças comunitárias, dirigentes sindicais, agentes de saúde e gestores públicos dos municípios de Crisópolis, Sátiro Dias, Serrinha, Araci, Nordestina, Tucano, Candeal, Barrocas, São Domingos, Lamarão e Santa Bárbara, e uma turma de Pós-Graduação do Instituto Federal Baiano (IFBaiano). 

Durante o evento, os beneficiários recebem orientações importantes para a conservação e manutenção das cisternas, visando a qualidade da água armazenada. “Esse benefício da cisterna me faz muito feliz, e mais ainda de ver outros agricultores receberem este benefício que nós conquistamos, e que veio na hora certa”, ressaltou Maria da Consagração Lopes, uma das beneficiárias do programa de cisternas na Comunidade do Bandeira, município de Araci.

O agente de Saúde do município de São Domingos, Jaime Bispo, falou que o programa é um avanço das ações do Governo do Estado no semiárido: “Essa ação é muito importante para as famílias rurais que não tinham acesso à água”.

De acordo com a subcoordenadora do programa Água para Todos, Kamilla Santos, a jornada realizada em Serrinha proporcionou a reflexão acerca do processo de instalação das cisternas de polietileno desde a seleção das famílias: “Os participantes foram provocados a avaliarem os desafios e avanços da política pública da implantação da cisterna de polietileno e o que envolve essa política”. Santos salientou que foi também um momento oportuno para orientar as pessoas que a cisterna é um bem conquistado e que, portanto, não pode ser comercializada.

Participação do IFBaiano
O professor do IFBaiano, Delfran Batista, que acompanhou a turma de Pós-Graduação, ressaltou que é importante trazer a Academia para junto da sociedade civil, órgãos governamentais e não governamentais, que estão discutindo uma temática muito importante que é a avaliação de uma política pública: “A gente sai da sala de aula, da teoria, para vir para a prática. Este momento é um muito rico, que estamos conseguindo trabalhar a base, vários setores da sociedade e discutir a avaliação de um projeto que é de interesse de todos. Saímos daqui com indicadores e norteadores muito bons para o Governo pensar como ajustar essas metodologias e como repensar as políticas públicas que são implementadas no semiárido”.

A professora do IFBaiano, Maria Auxiliadora Santos, que ministrou a palestra: Água é Vida e Saúde – Cuide bem da sua Cisterna, agradeceu a participação no evento e falou da importância de iniciativas como essa para a implementação de políticas públicas, durante e depois de todo o processo. “Com essa jornada de avaliação verificamos até que ponto a tecnologia, o gerenciamento e a gestão no ambiente domiciliar irão realmente fomentar elementos que promovam a saúde da população. Para isso é importante que a educação não seja somente em um dia, em um momento na comunidade, mas que seja durante todo esse processo, para que as pessoas possam refletir o macro e o micro da ação”.

Presenças
O encontro contou com a participação de Cleide Araújo do Programa Água para Todos, Célia Dourado, do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF), Rosival Leite, da coordenação da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar (Fetraf), Eleneide Alves, da Arco Sertão, e representantes do Poder Legislativo e das Câmaras de Vereadores dos municípios participantes.