Pular para o conteúdo principal

Processo de certificação de produtos de origem animal é debatido em Salvador

Representantes da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), da Federação dos Consórcios Públicos do Estado da Bahia (Fecbahia) e equipes do Serviço Inspeção Municipal (SIM) dos Consórcios Públicos Jacuípe, Consisal, Portal do Sertão, Paramirim e CTR Recôncavo, reuniram-se, nesta quarta-feira (20), no auditório do Centro de Formação da SDR, em Salvador, para fazer um balanço da implantação do SIM nos municípios que integram os territórios.

Para o secretário da SDR, em exercício, Jeandro Ribeiro, a ação é estratégica para o desenvolvimento rural do estado e envolve mais de 80 municípios baianos, que já estão com a lei do SIM aprovada: “Nós temos um mercado ávido pelos produtos da agricultura familiar, tanto institucional, quanto convencional, então é necessário um esforço em conjunto, que envolva Consórcios públicos, Estado, municípios e empreendimentos da agricultura familiar, para avançarmos”.

O diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, destacou que a ideia é fortalecer o SIM nos municípios baianos, com ações de capacitação/formação, reuniões técnicas, e utilização do Sistema do Serviço de Inspeção Municipal (SISSIM): "O apoio que o Governo do Estado vem dando ao segmento da avicultura, por meio da CAR, vai ser impulsionador para que as atividades do SIM tenham uma dinâmica maior, na medida em que todos os municípios têm sempre pequenos abatedouros de aves, que precisam ser regularizados, por isso, essa reunião teve a incumbência de orientar esses Serviços de Inspeção Municipal, recém-instalados, para que possam agilizar o atendimento a esses empreendimentos, permitindo que o comércio de aves continue se realizando nos municípios sem descontinuidade”.

A médica veterinária e coordenadora do SIM no Consisal, Jocemari Alves, observou que a implementação do SIM é importante, porque muitos desses pequenos empreendimentos ainda não atuam em conformidade à legislação prevista para esse tipo de atividade: “O SIM vem como uma opção para que esses pequenos empreendimentos consigam se legalizar e, assim, comercializar seus produtos no próprio município”.

A programação da reunião contou com a apresentação dos consócios sobre o estágio de execução dos convênios; apresentação da CAR sobre o SIM e regularização dos produtos de origem animal, com foco na cadeia produtiva da avicultura; e apresentação sobre os modos operantes do SISSIM e Portal SIM - ferramenta que possibilita o acesso dos consórcios e prefeituras municipais a perfis agroindustriais de pequeno porte, além de materiais de divulgação, e de formação para a implantação e fortalecimento do SIM.