Pular para o conteúdo principal

Seminário debate ações que assegurem a universalização do acesso à água

Representantes do Governo do Estado, integrantes do Sistema Integrado de Saneamento Rural (Sisar), da Central de Associações Comunitárias para Manutenção dos Sistemas de Saneamento (Centrais) e sociedade civil participaram, nesta quarta-feira (06), de Seminário, na União dos Municípios da Bahia (UPB), em Salvador. O objetivo foi debater questões estratégicas relacionadas à gestão da água, prestação dos serviços públicos, política estadual para o saneamento rural, cenários e perspectivas, financiamento e captação de recursos, sustentabilidade, impactos na saúde, dentre outros.

O evento, intitulado Seminário de Gestão dos Sisars e Centrais, que está na 10ª edição, segue, nesta a quinta-feira (07), com o tema Universalização do Acesso à Água: Desafio do Saneamento Rural.

Nesta quarta-feira, Wilson Dias, diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), participou de uma roda de conversa sobre: Cenários e Perspectivas de Política Estadual para o Saneamento Rural e Fortalecimento do Modelo Central de Gestão Comunitária na Bahia.

Dias destacou que o Governo do Estado conta com a Secretaria de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS), a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) e a Companhia de Engenharia Hídrica e de Saneamento da Bahia (Cerb), no que se refere às questões de segurança hídrica, e a  CAR está em parceria com esses órgãos, pois entende que o acesso à água é um dos alicerces para instalação de agroindústrias, fortalecimento da agricultura familiar e garantia de direitos para população rural. 

“Não dá para a gente chegar à comunidade rural e falar sobre criatórios, plantações e agroindústrias, possibilidades de gerar renda se as pessoas não resolveram as suas necessidades básicas de acesso a água. Diante disso, em alguns projetos quando temos capitais e recursos internacionais, procuramos destinar uma parte para o atendimento à estrutura hídrica das populações, ou seja, nós não deixamos de cumprir nossa missão institucional que é promover atividades produtivas que gerem emprego e renda, mas ao mesmo tempo, também buscamos melhorar a disponibilidade de água para população rural”, explicou o diretor-presidente da CAR.

Bahia Produtiva

Por meio do Bahia Produtiva, projeto executado pela CAR/SDR, via acordo de empréstimo entre o Governo do Estado e Banco Mundial, ações voltadas para o abastecimento de água e saneamento domiciliar, realizadas em parceria com a Cerb estão transformando regiões rurais e modificando a realidade de pessoas que não tinham acesso à água.

De acordo com os dados da CAR, pelo Bahia Produtiva ocorreu investimentos de R$3 milhões nos municípios de Jacobina e Seabra. Haverá investimento também em Caetité. “Conseguimos comprar carros, um caminhão e uma moto, material de almoxarifado, como bombas, hidrômetros e outras produtos. O benefício é levar água para as comunidades em que a gente atua com mais de sete mil famílias beneficiadas. Com as águas do sistema da central, a expectativa com o Bahia Produtiva é de chegar a 15 mil famílias”, observou Sidneia Silva, presidente da Central de Jacobina.