Seminário discute os próximos desafios das políticas de desenvolvimento dos territórios da Bahia - CAR

Seminário discute os próximos desafios das políticas de desenvolvimento dos territórios da Bahia

26/07/2017

“Desafios para inovações econômicas instrumentais e estratégia em curso” foi o tema de um dos painéis do 2º Seminário Estadual 10 anos de Implementação da Política Estadual de Desenvolvimento Territorial, promovido pelas secretarias estaduais de Desenvolvimento Rural (SDR) e de Planejamento (Seplan), nesta quarta-feira (26), no Hotel Vilamar, em Salvador.

 

O evento, que tem como tema central os “desafios para a próxima década”, segue nesta quinta-feira (27) e reúne gestores públicos, lideranças políticas, estudiosos e pesquisadores, para debater as perspectivas para consolidação da abordagem territorial do desenvolvimento na Bahia.

 

Wilson Dias, diretor-presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), realizou uma apresentação institucional sobre Alianças Produtivas Territoriais (APT), indicando que desenvolvimento territorial equilibrado necessita de acesso à terra, insumos, crédito, assistência técnica e extensão rural (ATER), agroindustrialização, distribuição, comercialização e publicidade.

 

“Um dos desafios para o desenvolvimento territorial é articular e integrar as políticas públicas. O governo se alia às organizações sociais, instituições públicas, consórcios públicos, universidades, cooperativas, associações e agentes financeiros, para que, juntos, a gente consiga debater os entraves, para vencer as dificuldades”, afirmou Dias.

 

O representante do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) na Colombia, Humberto Oliveira, pontuou: “é necessário ter um diagnóstico político da exclusão e da setorialidade no meio rural, além de apontar caminhos e soluções políticas para um desenvolvimento territorial integrado e inclusivo”. Segundo ele, as políticas públicas precisam ser formuladas tendo como pilares, direito, futuro e democracia.

 

A Agenda de Desenvolvimento Territorial (AG-TER), Programa de Desenvolvimento Integrado, Polo de Conhecimento e Inovação Tecnológica (PCI), tráfego de comunicação, novas articulações e parcerias, foram alguns dos assuntos que nortearam o debate.

 

Plenário

 

Regina Dantas, da Coordenação Estadual dos Territórios (CET), ponderou que “este Seminário é um desdobramento do que aconteceu durante a Febafes em 2016, porém, neste, além de continuar fazendo uma memória avaliativa, vamos buscar construir propostas para a próxima década, com ações afirmativas de fortalecimento da política territorial, frente aos desafios políticos, econômicos e institucionais”.

 

Já coordenadora do Colegiado Território Itaparica, Edvalda Aroucha, disse que “dialogar sobre os 10 anos da política de desenvolvimento territorial na Bahia é, em si, uma iniciativa muito profícua. “Ainda que a interação Governo/Territórios tenha que melhorar em muitos aspectos, é preciso, por senso de justiça, ressaltar que a concepção sociopolítica de fazer esta governança estadual é uma referência para outros estados brasileiros e para o mundo! Temos orgulho de fazer parte deste socioprodutivo decênio”.

 

Participação

A cerimônia contou com a presença de várias lideranças políticas e representantes dos territórios de identidade do estado, como o coordenador do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Codes), Jonas Paulo, o superintendente de Planejamento Estratégico da Seplan, Ranieri Barreto, diretor de Planejamento Territorial da Seplan, Luiz Gugé, Edson Valadares, representando o secretario de Ciência e Tecnologia (Secti), Vivaldo Mendonça, e o representante da Rede Nacional de Colegiados Territoriais, Ubiramar Bispo (Mazinho).

Enviar notícia para amigo

PROJETOS

  • 120x90
  • logo120x90-01
  • agua para todos

MULTIMÍDIA

  • VÍDEOS
  • ÁUDIOS
  • FOTOS
  • MATERIA MARCIONILIO SOUZA 060416 JS 0329 [Download]

  •